Pages

Thursday, June 04, 2009

Se arrependimento matasse...

Arrependo-me de não ter sido uma criança mais solta, uma adolescente menos tímida e uma pessoa menos intolerante.
Arrependo-me de não ter admitido que errei muitas vezes e de não saber pedir desculpas.
Arrependo-me de não reconhecer certas coisas, de não lutar mais pelos meus objetivos e de estar sempre com o pé atrás.
Arrependo-me por não ser mais transparente em relação aos meus próprios sentimentos.
Arrependo-me por ser sincera ao ponto de magoar pessoas desnecessariamente e ao mesmo tempo por não conseguir falar coisas que deveriam ser ditas por mais difíceis que sejam as situações.
Arrependo-me por não ter acreditado em mim inúmeras vezes e ter sofrido antes de saber que tudo daria certo.
Arrependo-me de ser egoísta e de não saber demonstrar o que sinto por aqueles que admiro.
Arrependo-me de muitas vezes falar o que não penso só pelo prazer de ser do contra e de achar que sempre tenho razão.
Arrependo-me de cobrar muito de mim mesma e, principalmente, dos outros.
Arrependo-me de, às vezes, achar que sou melhor que todo mundo.
Arrependo-me de ter medo de arriscar e de querer mostrar que sou forte quando estou despedaçada por dentro.
Arrependo-me de arrepender-me.
Quem arrepende-se não progride, sofre duas vezes.

(3 de Junho de 2009)

2 comments:

Uva Puta said...

I totally get it :P . Now you might just act like you feel like, so you have nothing to regret :)

Caio Abreu said...

Vc estava falando de mim no seu post? hehehe 90% do que vc escreveu tb me "arrependo" mas no sentido de saber que tudo isso que me "arrependo" serviu como lição para que eu me torne uma pessoa melhor com os outros e comigo mesmo todo dia
:)

Thursday, June 04, 2009

Se arrependimento matasse...

Arrependo-me de não ter sido uma criança mais solta, uma adolescente menos tímida e uma pessoa menos intolerante.
Arrependo-me de não ter admitido que errei muitas vezes e de não saber pedir desculpas.
Arrependo-me de não reconhecer certas coisas, de não lutar mais pelos meus objetivos e de estar sempre com o pé atrás.
Arrependo-me por não ser mais transparente em relação aos meus próprios sentimentos.
Arrependo-me por ser sincera ao ponto de magoar pessoas desnecessariamente e ao mesmo tempo por não conseguir falar coisas que deveriam ser ditas por mais difíceis que sejam as situações.
Arrependo-me por não ter acreditado em mim inúmeras vezes e ter sofrido antes de saber que tudo daria certo.
Arrependo-me de ser egoísta e de não saber demonstrar o que sinto por aqueles que admiro.
Arrependo-me de muitas vezes falar o que não penso só pelo prazer de ser do contra e de achar que sempre tenho razão.
Arrependo-me de cobrar muito de mim mesma e, principalmente, dos outros.
Arrependo-me de, às vezes, achar que sou melhor que todo mundo.
Arrependo-me de ter medo de arriscar e de querer mostrar que sou forte quando estou despedaçada por dentro.
Arrependo-me de arrepender-me.
Quem arrepende-se não progride, sofre duas vezes.

(3 de Junho de 2009)

2 comments:

Uva Puta said...

I totally get it :P . Now you might just act like you feel like, so you have nothing to regret :)

Caio Abreu said...

Vc estava falando de mim no seu post? hehehe 90% do que vc escreveu tb me "arrependo" mas no sentido de saber que tudo isso que me "arrependo" serviu como lição para que eu me torne uma pessoa melhor com os outros e comigo mesmo todo dia
:)